Chat do Game Dicas
Administradores | Moderadores | Membros | Visitantes | Offline | Banido

Chat Oficial do Game Dicas PS2!


Novidades

CÓDIGOS DO PRINCE OF PERSIA: WARRIOR WITHIN

Por N!KoL@! SoBr@N! em ,









Prince of Persia: Warrior Within, é o segundo título da série The Sands of Time. O jogo, com poucos anos após seu lançamento, é considerado um clássico, devido a seu enredo envolvente, jogabilidade impressionante e gráficos de alta qualidade. Nele, Prince não está em busca de salvar o mundo, como costumava fazer nos outros jogos da série.

Ao invés disso, o protagonista busca salvar apenas a si mesmo, e portanto sua tolêrancia e cordialidade foram deixadas completamente de lado, o que fez o princípe adquirir uma fisionomia muito menos amigável, que condiz perfeitamente com seu comportamento extremamente violento.

O jogo traz toda a emoção do parkour — esporte que utiliza o ambiente como mecanismo para atingir pontos aparentemente intangíveis do cenário — já presente em The Sands of Time (seu antecessor) aliado a combates ainda mais emocionantes, com um número muito maior de combos disponíveis.

CÓDIGOS DO PRINCE OF PERSIA: WARRIOR WITHIN:

Armas secundárias indestrutíveis:
A nota máxima das pontuações é 8.

Urso Teddy
Danos que causa: 1
Defesa: 8
Taxa de ataque: 5
Esta arma restaura saúde do príncipe quando utilizada.

Punho de Rayman
Danos que causa: 2
Defesa: 8
Taxa de ataque: 7

Pelicano
Danos que causa: 4
Defesa: 8
Taxa de ataque: 1

Vara de Hockey
Danos que causa: 4
Defesa: 8
Taxa de ataque: 3

Espada Clara
Danos que causa: 8
Defesa: 8
Taxa de ataque: 8
Esta arma retira saúde do príncipe quando utilizada.

Urso Teddy:
Está no poço mecânico, no quarto onde você luta com o segundo gigante do Golem (aquele quarto que tem uma lareira). Neste quarto existem duas saídas. Está na saída da direita. Tal saída, na verdade, não é um caminho de ida, mas de volta das cavernas. Ele tem espetos no fundo (no passado). No presente é apenas um tanque de água e dá para descer. Lá dentro tem uma parede para quebrar.
Quando você pega a espada de Escorpião, o príncipe sai da biblioteca e vai para o poço mecânico. Ali tem duas opções, ir para a direita, onde está a fonte de salvamento. Ou subir na escada que está dependurada. Se optar pela direita, você seguirá o caminho normal do jogo, indo para o salão central. Se optar por subir pela escada. Passará por um longuíssimo caminho para encontrar o urso no presente.

Vara de Hockey:
Depois que você obtém espada de Escorpião, vá ao salão central. Gire o mecanismo de modo que a alavanca esteja voltada para a fonte de salvamento. Isto liberará a descida onde você encontrou uma das melhorias de vida. Ao descer lá, vá à direita da entrada da melhoria de vida, onde tem uma parede com areias caindo. Quebre esta parede.

Pelicano:
No jardim, o Dahaka mata o mestre-corvo e começa a perseguir o príncipe. Enquanto isso, ele bate a mão direita numa parede, quebrando-a. Futuramente você pode passar por aquela parede e seguir o caminho até encontrar uma outra parede rachada para quebrá-la com a espada. Para isto você deverá estar com a espada de Escorpião no presente.
Quando você volta da biblioteca para o salão central (antes de pegar a máscara), você tem que ir ao jardim exclusivamente para pegar o pelicano. É possível fazer isso também depois que ele tira a máscara. Só não dá para chegar no pelicano enquanto está com a máscara.
Quando você chegar naquela área do jardim que tem uma estátua no centro e que tem quatro mecanismos, você tem duas opções para chegar ao pelicano. A primeira é muito longa: entrar na porta que se abriu com os mecanismos de água. A segunda opção é bem melhor: subir na escada que está dependurada. Mas lembre-se: tem que subir pelas três escadas. Porque, se subir por apenas duas e depois correr para a corda, você irá andar em círculo desnecessariamente.
Você chegará naquele lugar que tem uma grande plataforma que leva a três caminhos. O caminho da esquerda leva aos mecanismos gigantes que direcionam a água. O caminho da direita é um retorno ao salão central da imperatriz. É por este caminho que está escondido o Pelicano. Mas, como você está no passado, use antes o caminho do meio, que leva ao portal do tempo.

Espada Clara:
Nas cavernas, você se dependura nas estalactites para chegar em uma porta. Ao passar por esta porta, você cai em um buraco quadrado que tem um interruptor no chão que abre a porta da frente. Neste buraco há uma parede rachada para quebrar.

Punho de Rayman:
Está situada na caverna que tem as escrituras na parede, onde o Dahaka o persegue. É o lugar em que você tem que puxar três pedras para fora da parede, para erguer o altar central. Após ter puxado a primeira pedra, siga o trajeto normalmente. Durante a perseguição do Dahaka haverá um porta-armas (igual a todos os outros que você já viu no jogo) escondido à esquerda. Quebre-o, pegue a arma e continue a fuga. Se você demorar a pegá-lo, retarde o tempo para fugir.

Como matar os chefes:
Quando você estiver treinado, conseguirá matar qualquer um dos chefes sem perder nada da saúde e sem ter que retroceder no tempo para corrigir erros.

Mulher de preto:
Defenda o combo dela inteiro, ou faça o contra-ataque: aperte várias vezes o quadrado, enquanto defende com R1 (isso cortará o combo dela ao meio). Depois ataque sem parar até ela defender (sugestão de ataque: dê duas espadadas em solo, pule sobre ela com o X e dê mais espadadas, depois continue atacando em solo). Quando ela defender, pare de atacar e defenda também. Continue assim até o final.

A imperatriz:
Fique longe do alcance dela. Espere até ela desaparecer e reaparecer perto de você. Quando ela fizer isso o príncipe ficará automaticamente de frente para ela. Então ataque sem parar (sugestão de ataque: dê duas espadadas em solo, pule e ataque no ar). Quando ela defender, ou quando o seu ataque parar de atingi-la, pare de atacar e esquive para longe com o botão X.
Se, quando ela desaparecer, você atacar antes que ela reapareça, seu ataque não a acertará. Então, esquive para longe com o botão X. Espere até ela reaparecer e continue assim até o final.
Enquanto estiver lutando com ela, não tente quebrar os jarros para pegar areia do tempo, pois é muito perigoso. Você poderá quebrar os jarros quando estiver lutando com os quatro soldados que ela envia. Mas lembre-se de que cada soldado libera um depósito de areia, assim você pega só o suficiente, para economizar os jarros.

A imperatriz novamente:
Caso você não pegue a espada da água, lutará com a imperatriz novamente no final do jogo. Ela será muito mais poderosa do que da primeira vez. Mas, se você seguir todas as sugestões abaixo, será fácil vencê-la.
Espere que ela desapareça, e ataque quando ela reaparecer.
Quando ela desaparecer, não comece a atacar antes que ela reapareça, pois o seu ataque não a acertará, e ela descerá o cacete.
O ataque máximo que ela admite é, geralmente, duas espadadas em solo. Não tente atacar pulando sobre ela.
Depois das duas espadadas, esquive-se com o botão X. Não role muitas vezes, pois você acabará passando por perto do alcance dela. Role só uma vez e termine de fugir apenas com o analógico. Sempre que você fugir, fique perto da extremidade da plataforma.
Se ela defender o ataque, ou se o seu ataque não a acertar, pare de atacar e fuja da mesma maneira acima.
Quando ela retardar o tempo, desça da plataforma e fique dependurado até o tempo voltar ao normal. Se, quando ela retardar o tempo, você estiver longe da extremidade da plataforma, não tente fugir, nem lutar, pois você estará em grande desvantagem. Aperte L1 para retardar o tempo ao seu favor. Então, ataque sem interrupções. Quando o tempo voltar ao normal, pare imediatamente de atacar, e fuja.
Não aperte o X para alcançar a extremidade da plataforma, pois ele pulará no precipício.
Quando estiver dependurado, não aperte o X para subir, se você estiver com o dedo no analógico esquerdo. Porque ele pulará no precipício.
Ela fará pausa no ataque a cada vez que ela perder ¼ da barra de saúde. Nessas pausas ela manda três ciclones para te perseguir. Quando esses ciclones se desfizerem, cada um deles deixá uma areia do tempo.
Para fugir deles, corra pela plataforma de maneira que você tenha a visualização dos três. Porque, se fugir para um lado que a câmera não mostra, você pode dar de cara com um deles. Corra deles com o analógico, e aperte o X para rolar apenas quando eles estiverem te alcançando. A sua fuga deve se concentrar no meio da plataforma para que, quando eles se desfizerem, deixem as areias do tempo em cima da plataforma. Se a sua fuga estiver perto da extremidade, eles podem terminar suas carreiras fora da plataforma, não deixando as areias ao seu alcance.
Não use o L1 para retardar o tempo toda vez que ela retardar o dela, pois os seus depósitos de areia são limitados. Mas, se você estiver com todos os seus depósitos cheios, e se ela estiver perto de perder mais ¼ da barra de saúde, pode usar dois ou três areias, pois você poderá pegá-las novamente dos ciclones.
A luta é bastante demorada. Se você não errar esses procedimentos, nunca será atingido. Existem outras formas de atacar. Mas, é mais seguro seguir a sugestão acima. Tenha paciência, pois, para vencê-la é preciso usar estratégia, e não força.

Monstro voador:
O ataque tem que ser contínuo e rápido, pois o monstro se regenera com o tempo. Todas as vezes em que o monstro for pousar, corra em direção a ele. Não tenha medo, pois quando ele pousa, não te machuca. Estando perto dele, segure o R1 e segure o L1, para usar o poder da explosão. Use apenas um depósito de areia de cada vez, ou seja, quando ouvir o barulho do poder, solte o L1. Os depósitos de areia se reabastecem mais rápido quando estão quase cheios.
Se você demorar a usar o poder, ele vai atacar. Se ele atacar de frente, role por baixo. Se ele atacar com a calda, apenas defenda. Se você demorar a chegar perto dele, não ataque antes que ele. Espere ele atacar, defenda ou role e depois ataque.
Se você estiver sem depósitos de areia, ataque com a espada, enquanto eles se reabastecem (só compensa se for a espada da água).
Quando o monstro começar a voar, fique correndo de um lado para outro e role no chão quando ele der o bote. Enquanto isso seus depósitos de areia se reabastecerão.

Dahaka:
Segure o R1 e apenas toque no L1, para usar o poder vermelho. Use este poder até o Dahaka cair na beira da plataforma. Quando ele cair, use o mesmo poder novamente. Quando o seu poder vermelho não tiver mais depósitos de areia suficientes para ser usado novamente, não saia de perto do Dahaka para reabastecê-los. Apenas retarde o tempo para você poder atacar mais um pouco. Quando ele subir, esquive-se dos pulos e dos ataques dele como o botão X. Observação: só dá para escapar do ataque frontal dos tentáculos dele, se você rolar para frente, pois, se rolar para trás, o príncipe não se abaixará. Quando ele se acalmar, percorra a plataforma procurando abastecer seus depósitos de areia. Mas desvie-se dos tentáculos dele (não precisa apertar nenhum botão para se desviar). Ao obter pelo menos três depósitos de areia, comece tudo de novo.

Melhoramentos de Vida:

1) Depois que você vence a mulher de preto pela segunda vez, puxe um altar que está na parede da frente. Este altar oculta a passagem que leva ao primeiro melhoramento de vida.
2) O segundo melhoramento está na área onde você vê o mestre do corvo pela primeira vez. Ao invés de você entrar por baixo, suba pela parede à esquerda. Passando por lá, tem uma escada à direita. No pé desta escada está um interruptor que abre uma porta baixa para entrar rolando. Esta porta está logo acima da escada. É bom ir lá quando você já tiver o poder de retardar o tempo. Se não tiver ainda, ande rolando, que dá tempo.
3) Quando você alcançar o salão central, após ter obtido a espada da serpente, gire o mecanismo com a alavanca voltada para a fonte de salvamento. Isto liberará um caminho para baixo.
4) Fica onde está o gigante que atira bichos que explodem. Há ali duas paredes para quebrar com os bichos. Fica uma de um lado e outra de outro. A da direita leva a uma fonte de salvamento. A da esquerda leva ao quarto melhoramento.
5) Quando você vai ao jardim, no passado, tem uma alavanca que abre a porta à frente e, ao mesmo tempo, fecha a porta pela qual você passou. Adiante da porta tem um corredor ao ar livre em que você vê um soldado de vermelho. À esquerda dele há uma escada que leva a um local cheio de inimigos, onde tem uma grande árvore no centro. Suba a escada e vá para a esquerda, acompanhando a cerca. No final desta cerca há uma falha, onde dá para descer para esquerda.
6) Está onde você gira aqueles mecanismos gigantes das águas do jardim. Quando você gira o mecanismo que libera a água, que está na parte superior, dentro do castelo, não saia ainda. Suba na parede à frente.
7) Na área da prisão, quando você acaba de matar o gigante, você sobe para o andar de cima. Lá você enfrenta três soldados. Depois quebre as duas paredes que tem lá. Uma leva a um quarto que não tem nada dentro, e a outra leva a um interruptor. Quando aciona este interruptor abre-se uma porta naquele quarto. Para chegar lá tem que retardar o tempo.
8) Dentro da biblioteca você passa se equilibrando por cima de dois muros de oito lados, sustentados por pilares. É onde você enfrenta uma mulher que quer te derrubar do muro. De cima do segundo muro, pode-se acessar dois caminhos: o da esquerda é a trajetória normal do jogo; o da direita leva ao oitavo melhoramento.
9) Você está no salão central. Gire o mecanismo de modo que a alavanca fique em direção contrária à fonte de salvamento. Isto liberará o caminho em que você sobe nas quatro colunas até pular sobre a plataforma. Seguindo por este caminho, o nono melhoramento fica no salão em que você perseguiu anteriormente a mulher de preto, e ela fugiu fechando a porta após si. Lá você subiu pelas barras para conseguir abrir a porta por onde ela passou. Na parte de cima está uma grade meio quebrada que tem um caixote atrás. Quebre esta grade e puxe o caixote para subir na parede da direita.
Se você conseguiu os 9 melhoramentos de vida, vá à sala onde está o relógio-de-areia gigante. No centro do círculo está a espada da água, a única arma capaz de matar o Dahaka.

Sugestão Importante:
É recomendável pegar logo o nono melhoramento de vida assim que você adquirir a espada de Escorpião (que é a espada capaz de quebrar a grade), e ir pegar a espada da água no salão do relógio de areia. Pois tem muito jogo ainda pela frente, e a espada da água é muito mais potente para enfrentar os inimigos.

Sugestão: Palavras do Dahaka
Quando perseguido pelo Dahaka você pode traduzir seus insultos, invertendo o tempo.

Sugestão: Brinque com Dahaka
Quando você foge dele e atravessa a cortina de água, você pode voltar e dar espadadas no Dahaka, que ele não te atacará. Mas você só pode fazer isso quando essa cortina de água for de um portal do tempo. E, quando você passar, espere até que o Dahaka jogue seus tentáculos na água. Então, pode voltar e acertá-lo.

Para quem não entendeu nada do jogo e quer saber qual é a moral da estória:

Explicação dos eventos do jogo:
No jogo 1, o marajá roubou o relógio de areia. Farah, princesa da Índia, e vários soldados do príncipe morreram. Este quebrou o relógio para voltar ao tempo, impedindo assim que eles morram. Realmente todos voltaram à vida. Mas, no jogo 2, o Dahaka passou a existir e a perseguir o príncipe por ter quebrado o relógio de areia. E, para salvar a si próprio, o príncipe teve que voltar ao passado a fim de impedir que Kaileena, a imperatriz, criasse as areias do tempo, pois se estas não existirem, ele não as poderia quebrar e ficar amaldiçoado. Criar as areias do tempo significa colocá-las dentro do relógio de areia.
Mas é justamente a morte de Kaileena que cria as areias do tempo. O príncipe não sabia disso e matou-a. Conseqüentemente, o Dahaka continua existindo.
Então, o príncipe pegou a máscara para voltar ao tempo novamente e ter uma segunda chance de encontrar Kaileena viva. Desta vez, ele queria levá-la para o presente antes de matá-la. Estando ela no presente, não faria diferença se ela morresse ou não. Porque as areias do tempo, ainda que fossem criadas, não estariam no relógio de areia, no tempo do marajá, para que ele as roubasse. E, se ele não as roubasse, o príncipe não teria a chance de abri-las. Por isto, propôs que ela voltasse com ele à Babilônia, no presente.
Quando você leva a imperatriz para o presente, o Dahaka, embora continue existindo, já não tem mais motivo para matar o príncipe. Ele passa a perseguir a imperatriz, pois, como ele é o guardião da linha do tempo, tem como trabalho pegar as areias que estão fora do seu tempo (a imperatriz). E, como as areias não existem no passado, o príncipe nunca as quebrou, e o Dahaka não tem nada contra ele.
Se você zera o jogo sem pegar a espada da água, quando você mata a Kaileena, ela não se transforma em areias, mas o Dahaka aparece e a leva. Se você zera o jogo com a espada da água, o Dahaka tenta matá-la, mas você interfere para salvá-la. Esta é a única razão porquê ele o ataca. Então, você vence o monstro e leva a imperatriz para a Babilônia, no presente. Mas ela se transforma em areias do tempo quando morre no jogo 3.
Kaileena sabia que estava escrito na linha do tempo que o príncipe a mataria. Por isto, enviou a mulher de preto para matar o príncipe. Esperava também que ele morresse nas armadilhas das duas torres, ou pelas garras do Dahaka. Como ele não morreu, ela tentou pessoalmente matá-lo.
No jogo 3, Farah está viva, mas não reconhece o príncipe, pois o jogo 1 foi anulado. Bom, na verdade, o jogo 1 não foi anulado, pois, para anular era preciso que o príncipe tenha aberto as areias do tempo e voltar tudo. Mas as areias do tempo nunca existiram, pois o príncipe conseguiu mudar seu destino no jogo 2. Por isto, como o marajá não roubou o relógio-de-areia, o jogo 1 nunca sequer existiu. Então o príncipe conseguiu salvar a ele, a Farah, a todos os seus soldados.
No jogo 3 eles chegam a Babilônia. Kaileena é capturada e sacrificada. Quem a matou usou a mesma faca para matar-se. Fazendo isto, adquiriu poderes e se transformou em um monstro de areia, o chefe final. O príncipe pegou aquela faca e passou a utilizá-la para manipular o tempo. A partir daquele momento, houve a criação dos poços de areia e, através destes, todos os seus inimigos foram feitos de areia e não de carne. A morte da imperatriz também contaminou o príncipe com areias do tempo, pela sua ferida no braço. Surgiu, então, o príncipe negro, que é o outro “eu” do príncipe. Assim como o Dahaka e os monstros de areia, o príncipe negro é vulnerável à água.
No final, quando o príncipe mata o monstro, Kaileena aparece, fica com a faca do príncipe e cura seu braço. Assim, ele se livra do seu lado negro.

*Jogue como maggot man:
Quando voce chegar na sala do portal de segunda vez, e tiver que acionar a passagem do tempo para o presente pela primeira vez, o príncipe irá dizer que tem alguma coisa errada. Voce terá que ativar os mecanismos nas paredes para o portal funcionar corretamente. NÃO FAÇA ISSO!!
Entre no portal como ele está e voce vai para o presente.Salve o jogo, saia e carregue o jogo salvo.
Voce estará jogando agora como maggot man.Neste modo, voce estara constantemente perdendo life e muito mais energia quando for atingido do que normalmente.Entretanto seus ataques estarao muito mais fortes tambem seu personagem mais rapido.

*PS: salve o jogo num arquivo diferente pra voce poder jogar com o principe se desejar.

Trailer Oficial:

Valeu!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

2 comentários:

Furia Red 1 disse...

legal obrigado

Anônimo disse...

Qual espada quebra a parede?

Postar um comentário